Contate-nos

Questions? We are happy to help. Feel free to contact us.

+32 (0) 264 158 44

infonoSpam@transwide.com

Sistema de gestão de transportes: um recurso completo totalmente integrado para transportadoras e despachantes

17.02.2018

A logística de transporte de mercadorias pode ser notoriamente difícil, especialmente para grandes empresas transportadoras com cargas diversas e tarefas cada vez mais complicadas de clientes exigentes. Independentemente do produto que você está tentando entregar, há implicações no processamento de pedidos, no gerenciamento de custos e na comunicação dinâmica com condutores a serem consideradas, caso você queira administrar um negócio lucrativo.

Qualquer grande empresa de transporte terá que interagir com vários pacotes de software, desde sistemas CRM até gerenciamento de documentos; desde computação de bordo até um sistema integrado de gestão empresarial (ERP). É por isso que um bom sistema de gestão de transportes (TMS) – que pode integrar todas essas diversas soluções em uma plataforma fácil de usar – deve ser o motor de todo o processo logístico de uma empresa.

 

Um sistema de gestão de transportes integra todas as tarefas


Sem um sistema de gestão de transportes, você sempre terá que se esforçar para reunir tudo de forma eficaz. Um consenso comum entre transportadoras, despachantes de cargas e fornecedores de serviços logísticos identificou dúzias de tarefas individuais que, quando todas são gerenciadas separadamente (e frequentemente são feitas manualmente), não apenas drenam consideravelmente os recursos, mas os deixam propensos a tempos de resposta mais longos e chances de erro muito maiores.

Mesmo o mais básico dos pedidos exigirá que uma transportadora:

  • Crie um pedido
  • Dê um orçamento preciso ao cliente
  • Armazene os preços e os dados do produto do cliente atualizados
  • Crie um CRM
  • Comunique-se com a frota
  • Comunique-se com parceiros da cadeia de fornecimento
  • Registre os KPIs
  • Faça o faturamento para o cliente com precisão
  • Acompanhe as empresas subcontratadas
  • Registre as mercadorias descarregadas
  • Atualize os registros de gestão de veículos


Há anos, as transportadoras sabem que precisam permanecer na vanguarda para sobreviver. Uma empresa que consiga digitalizar seu processo de pedidos, estoques e faturamento com eficácia sempre terá uma vantagem sobre os concorrentes que ainda armazenam todos os seus documentos em armários e caixas de papelão.

 

Um sistema de gestão de transportes reduz riscos


Uma meta recorrente das transportadoras e fornecedores de serviços logísticos é tentar minimizar os riscos criando um processo complexo, porém ágil. Um sistema que cubra todas as eventualidades, mas não seja sobrecarregado por soluções alternativas ou burocracia corporativa. Um sistema de gestão de transportes é a ferramenta perfeita para conseguir isso, porque ele pode ser programado para lidar com alterações ou falhas de última hora sem que um operador de tráfego tenha que rasgar tudo e começar de novo.

O mais importante é sempre a satisfação do cliente, e as operadoras sabem que, à medida que os clientes se tornam mais exigentes, elas também precisam adaptar-se e mostrar sua versatilidade. Em vez de ter que recusar o pedido de um cliente para mudar os planos de última hora, com um sistema de gestão de transportes elas frequentemente podem transformar esse “não” em um “sem problema!”

Para otimizar o desempenho, os dados estão se tornando uma mercadoria inestimável. A maioria dos fornecedores de serviços logísticos e despachantes de cargas são exigentes com o desempenho de condutores ou veículos, e usam KPIs rigorosos para acompanhar. Sem um sistema de gestão de transportes, muitos dados podem ser perdidos em meio às falhas. Existe uma tendência a realizar o trabalho não importa como, sem uma visão totalmente analítica ou sem aprender com erros passados. O resultado? O rendimento insatisfatório não será percebido e os parceiros com baixo desempenho na cadeia de suprimentos acabarão refletindo mal em toda a operação.

 

Um sistema de gestão de transportes é acessível para empresas de qualquer tamanho


Mudar para um sistema de gestão de transportes de alta qualidade tem sido o objetivo de todas as transportadoras, despachantes de cargas e fornecedores de serviços logísticos, mas no passado isso só era realmente viável para as ricas multinacionais com suas vastas frotas e complexos requisitos, enquanto para empresas menores isso era inacessivelmente caro.

Mas, como acontece frequentemente com a tecnologia, essas soluções não estão mais fora de alcance para as transportadoras independentes, não importa o seu tamanho ou volume de negócios. Por serem modulares, esses sistemas podem ser adaptados para se adequarem a qualquer tarefa e, portanto, podem ser uma aquisição valiosa para empresas que exigem apenas alguns dos recursos oferecidos. Isso significa que as empresas só recebem os módulos de que precisam e não acabam pagando uma fortuna por serviços que nunca usam.

 

Um sistema de gestão de transportes paga seu próprio investimento


Da mesma forma, à medida que as empresas lutam para equilibrar as contas, o custo do sistema de gestão de transportes modular normalmente pode ser recuperado em outra área – principalmente removendo a necessidade de contratar uma equipe específica para o planejamento. Em muitos casos, o próprio sistema pode compensar um ou até vários FTEs administrativos e acaba sendo uma ferramenta de redução de custos, e não uma despesa cara.